sábado, 29 de agosto de 2009

O fato...

O fato de que um dia pareceu ser perfeito pra você, só agora enxergas o quão boçal ele é, o quão amargo é e foi com você, depois que tudo aquilo deixou de existir, junto disto àquela perfeição inigualável sumiu dos olhos e corações de ambos, e então o sonh e foi, e mostrou que tudo era um pesadelo disfarçado.
O fato da amizade nem sempre ser o que pressupomos ser, a ferida do desgosto é maior, palavras nos ferem mais do que pudessemos imaginar.
O fato de que quando contemplamos céu, a estrelas trocam de lugar, outras maiores,e outras menores e outras simplesmente desaparecem... O que geralmente acontece conosco, em relação aos nossos conhecidos, eles se locomovem como as estrelas, mas ao contrário delas, nós escolhemos quem é digno do quê.

Ass: Dani

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

what the hell is friendship?

Acho que sou bem diferente mesmo, como meu amigo disse; as maiorias das garotas são metidas, não sabem dar valor a muita coisa, e também – algo que perecebi na minha aula de artes – criticam os outros pra se sentir bem, e depois falam que a estúpida é você, chega a ser cômico – apesar de magoar – acho que imaturidade desse jeito, em plena 8ª série, faz mal.
Faz mal, tanto agora quanto mais tarde, que como muitas vovós dizem “ Vai aprender com a vida”, e apesar de nós adolescentes criticarmos boa parte do que os mais velhos da nossas famílias dizem, sabemos e aprendemo que muitas coisas tão certas. E é nessas horas que me pergunto “What the hell is friendship?”, acho que não é só falar que considera e um minuto depois te matar esfaqueada, a vida e as coisas dela realmente são um mistério, mas não choro por quem não mereça – pelo menos, não no momento – , ignorar às vezes dói, e pessoas assim merecem essa dor.

Ass: Dani.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Confusão.

Ás vezes minha cabeça está em outro planeta, mas não é um planeta qualquer, é um planeta inexistente – não é como marte, plutão, nem esses outros planetas... Existentes – pode-se dizer que ás vezes é o planeta da alegria, e outras da tristeza e sofrimento; é o planeta das minhas emoções, lembranças e mudanças também.
A cada notícia, pensamento, ou até um sorriso e ajuda da pessoa certa, esse mundo, esse planeta muda, mas ultimamente ele anda monótono e monocromático, nada novo pra mudá-lo, só o fato de me divertir de vez em quando, ou me sentir bem por uma mudança minha.
Emparedada numa só emoção, envolvida com muitas pessoas entre quatro paredes, onde só cabe eu e mais uma, algumas já saíram, outras não por completo, e poucas, muito poucas mesmo querem ficar, só não sei se eu as quero neste cubículo, nessas quatro paredes. Presa e solta ao mesmo tempo sobe muitas pessoas, será que isso só confunde a mim?Só eu durmo chorando, e acordo sonhando com o mais irreal acontecer, por causa de todos acontecimentos, todas essas pessoas?

Eu não sei de muita coisa, isso já não faz ajudar... nesta confusão

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Raridade?

Será que realmente sou única e tão rara de achar como muitos dizem?
Isso pelos gostos musicais – graças ao meu irmão – refinadíssimos, pelo meu jeito de ser e viver a vida de um jeito alegre e sociável – apesar das recaídas quando muita coisa dá errado, e a o fato de me importar muito com a opinião dos outros...
Até que me acho uma raridade, mas que sou muito difícil – quase um desafio – ninguém quer enfrentar esse desafio para me conseguir. A facilidade não traz boas coiass muito menso sucesso.

Me acho merecedora de quem enfrente esse desafio.

domingo, 16 de agosto de 2009

Aprender com a vida.


As coisas realmente mudam, nunca pensei que TANTA coisa podia mudar dessa maneira, seja de uma maneira rápida ou até mesmo diferente... Quem diria que eu mudaria tanto em relação, a minha mente, aos meus gostos, e até mesmo ao meu coração?Nem eu pude acreditar, quando me toquei de tantas mudanças, em tanto pouco tempo, isso porque a alguns meses atrás eu estava simplesmente reclamando de variadas coisas, sem nenhum sorriso no rosto, agora, PRA QUÊ isso? Tenho 14 anos de idade, e vou viver muito ainda na minha vida, do mesmo jeito que vou aprender muito também, como já tenho aprendido muito nesse 2009, que acho até que foi o ano que eu mais aprendi. Valor, é essa a palavra chave?Bem, as vezes parece, dê valor a si mesmo, nas coisas a sua volta, e a pessoas principalmente, porque se não valorizar os outros, ninguém vai te valorizar, o mundo gira, e tudo de ruim possa desejar a alguém, no final, pode voltar pra você. Então, antes de um pensamento ruim, ou até mesmo de uma critica, pense como VOCÊ se sentiria se fizessem isso com você. Aprendizagem... Só quando as coisas acontecem com você que você realmente aprende, e para com muita coisa, que AGORA vê que é errado.

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Quero a diferença.

O tempo esta passando, tudo está mudando, inclusive eu, mudando meus pensamentos, meu jeito, tudo, aos poucos, sem eu mesma perceber, mas a coisa intocável, que não muda, e não mudou até agora, só muda se realmente for preciso, é o meu coração.
Em relação a quem for, ele está, a procura do novo, a espera do anterior, e sonhando com o primeiro em meus sonhos, algo realmente dificil de explicar.
Mas não mais dificil pelo o fato de as vezes eu chorar do nada, e não saber porque, se é meu coração que está sentido, ou minha mente completamente abalada.
Queria saber de algo pra mudar, para me notarem, para eu realmente fazer a diferença...
Eu posso mudar a minha vida, só tenho que descobrir como.

domingo, 9 de agosto de 2009

Só mais um dos meus pensamentos ...

Amores, qual seria o significado certo pra palavra amor?Não acham que todos usam essa palavra – muitas vezes – em vão, como se fosse o mesmo que um cumprimento, mas isso pode fazer uma pessoa, tanto sofrer quanto aprender muito sobre a vida, pois como todos sabemos, ela é uma escola, que pra muitos, começa mais cedo, e é até mais difícil de passar – as vezes até alguns repetem de ano, nessa escola.
Sempre que ouço músicas românticas me ponho a chorar, tudo não está mais como antes, tudo mudou, eu tinha esperanças em outro, eu tinha esperanças que tudo pudesse mudar novamente, e do jeito certo, do jeito bom... Pra mim.
Ao mesmo tempo que sou uma pessoa nova, ainda tenho problemas, os mesmos problemas, mesmo tendo aprendido, parece que atraio esses problemas, mas se eu precisar amar, precisar sofrer, ou o que for por essa pessoa, eu vou, mudei sim – todos nós mudamos – mas certas coisas ficam, certas atitudes, e minhas atitudes, atitudes como essa de batalhar pelo o que eu quero, eu não vou mudá-la, e nem tirá-la de mim.
Será que todos esses filmes, esses livros, os personagens que chegam a perfeição não pensam o que fazem com a cabeça de nós, plenos adolescentes que estão a procura de um amor, mas esses livros e filmes, só nos iludem mais, como se algo como aquilo existisse, nem que fosse em outro raça, outro planeta.
Quero encontrar o certo, o bom pra mim.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Coração, razão...

Umas horas simplesmente estou sendo conquistada por um novo sentimento, por um novo indivíduo. Tudo tão bonito, olho para o mundo de um jeito diferente, respiro um ar diferente, me sinto mais livre pra viver coisas que antes não eram possíveis, mas guardava pra mim mesma, eu quero ser eu apesar de tudo, e quero alguém que me aceite assim, que não tenha que fingir nem que seja uma coisinha perto dessa pessoa, mas acho que essa pessoa veio a existir a poucas semanas na minha vida, na verdade, acho que ela já existia, mas vi a importância dela a pouco tempo.
Mas toda noite, toda tarde, e toda vez que fecho os olhos, ouço uma música, vejo fotos, nomes, ou que for, algo me faz me lembrar dele, das lembranças nossas, que me dão aquele frio na barriga, e aquele aperto no coração, porque eu sei que nada daquilo vai voltar, é o medo de já ter te perdido por completo, sim o sentimento novo está aberto, mas o seu também, e tenho tentando de todas as maneiras tirá-lo de mim, mas mesmo que seja pouco, ainda choro por você. O uso como exemplo, o nosso “suposto” amor como exemplo também...
Todas as noites tenho pensamentos básicos a inevitáveis na minha vida, então fecho os olhos e tenho os básicos, que foi como o meu dia foi gratificante e diferente do que eu imaginaria, também o inevitável, duas pessoas na minha vida, no meu coração também, lembranças e decisões, agora tenho que usar o coração e a razão.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...