sábado, 27 de março de 2010

Em relação as pessoas.

Depois de tanta vivência, a cada minuto vou crescendo mais e mais, e coisas que muitos ainda estão apegados, como brincadeiras bobas, não entender o lado dos pais, não saber distinguir o certo do errado, o responsável e o irresponsável. Algo que ás vezes chega a irritar, por parecer que você está falando grego com o outro, e que a tal pessoa não chegou a saber a existência do idioma, o idioma chamado:Maturidade. Que falta em muitos adolescentes, e também até em alguns adultos.
Não dizendo que sou a madura, mas me sinto assim em relação ás outras pessoas, elas que estão com falta de maturidade ou eu que evolui mais rápido? Me sinto como se estivesse com crianças ao meu redor, com piadas sem graça, pensamentos fúteis, frescos e que não sabem o perigo do mundo e a realidade da vida. Tomara que não sofram aprendendo ou seja tarde demais.

segunda-feira, 15 de março de 2010

Aquela camisa xadrez *-*

Depois de erros e mais erros, decisões supostamente certas, amizades falsas jogadas aonde deviam estar - no lixo - , choros de reconciliação, de mágoas e até de uma paixão começando a ferver e ter continuidade.
No meu quarto, ouvindo músicas que me inspiram e me aconchegam, apesar dos conflitos ao qual queria chorar todo dia, mas me sinto forte, feliz e viva... Pois de alguma maneira sei que tudo está mudando, e o que estava se escondendo está sendo descoberto à cada segundo que passa, mais pistas, mais cúmplices, mas no final sempre vai tudo se resolver.
Com a camisa xadrez daquele rapaz que mexeu com o meu coração e minha razão, o rapaz o qual seu nome não sai da minha boca, me faz rir, me deixa bem, faz com que eu me sinta amada, e me protege. Durmo bem todas as noites, por saber que vou encontrá-lo em meus sonhos. Abraçada ao que me sobrou dele, até o nosso próximo encontro.
Tive a capacidade de errar uma vez atrás da outra, porém esse acerto vai superar todos esses erros. Esse é o acerto que faz meu coração bater rápido e eu sorrir em todas minhas manhãs entediantes.

terça-feira, 9 de março de 2010

me impede, me confunde.

Pela primeira vez, estou achando meu curso chato, não sei se é porque estou com o pensamento bem longe ou é pelo fato de eu estar passando mal. Só sei que tudo está revirando a minha cabeça, e estomago! Medos, também estão envolvidos, até porque ando mais medrosa que o normal - mesmo que não pareça - porém, não é um medo qualquer, como medo de escuro, medo de fantasmas e etc. É o medo do que vai acontecer, do que a vida me espera ou corre de mim, medo do erro que poderia ser consertado, e principalmente o medo que não depende só de você para enfrentá-lo.
Toda essa mudança dos 15 anos, poderia ter sido em vão? Ou aquela esperança no fundo - bem no fundo MESMO - do coração diz que tudo vai dar certo?Prefiro ficar neutra e tentar desvendar alguma enigma posto na mesa ao invés de simplesmente pedir a resposta, e isso por medo, que anda me consumindo e tirndo minhas ações de mim.
Acho que tenho errado e acertado na mesma medida, só não sei como continuar para ir pro lugar certo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...