Era uma quinta-feira, seu aniversário de dezessete anos. Todos achando uma maneira de lhe dizer parabéns. Só ele que ainda não havia feito. Porém, o dia ainda não tinha acabado. O telefone toca. É um número desconhecido e familiar em seu subconsciente. Quem em nenhuma hipótese passaria pelo seu pensamento, somente disse "Parabéns Madiiie!" - Só pela maneira que a chamou,  já desconfiou que fosse Pietro. Foi uma reação sem reação. Um velho amigo que a abandonou há três anos e meio atrás. Era ele mesmo, e logo após parabenizá-la, se desculpou por sumir e voltar assim e por tudo que podia se desculpar. Marcando então uma saída entre amigos para um dia no final de semana, no sábado.
Quase no fim do dia, faltando um minuto para à meia-noite. O tão esperado ele, Josh. Seu namorado recente, e seu amor antigo. Sempre com essas brincadeiras de fingir esquecer das datas mais importantes, bateu há sua porta. Sim, estava em sua casa às quase meia-noite para lhe desejar o melhor aniversário. Madeleine aproveitou então para já avisá-lo, que naquele sábado iria se encontrar com Mauro. Josh parecia entristecido. Ela lhe perguntou o porquê. A razão? Naquele sábado, eles fariam um mês de namoro. Ela, que sempre lembrava de cada data, havia se esquecido completamente.
Josh não se segurou, e não iria deixá-la sair com seu amigo e deixar a maior oportunidade e sonho de Madeleine ser jogado fora por querer guardar a surpresa.
—Meu amor, você quer ir para Londres comigo?
Ela começou a chorar, pular, o abraçar, beijar, e lhe agradecer.
—Como sabia que esse era o meu maior sonho? Está falando sério? Mas sabe como é minha família, será que eles vão deixar? Você já é maior de idade, eu não sou ainda. - Ficou confusa e com medo de perder seu sonho de tão longa data.
—Não custa tentar, certo? Vamos ligar para a minha sogra favorita agora mesmo! - Ele deu uma risada, sorriu e lhe deu o beijo mais apaixonante.
Madie pegou o celular. Discou o número. Sua mãe atendeu.
— Alô! Mãe? Tenho uma notícia muito boa, e espero que julgue como boa também. - Disse mostrando alegria em sua voz.
— Madie, eu estou meio ocupada agora, tem como esperar um pouco? - Respondeu sem lhe dar muito atenção e ouvir o que estava dizendo.
— Mãe! Eu vou pra Londres! - Afirmou então, para pegar a atenção da mãe de volta.
O QUE? - Se espantou!
— Quer dizer ... Posso ir? - Mudou o tom de voz, pedindo permissão

Continua (...)


Um Comentário

  1. O final me fez rir - rs.
    Espero pela segunda parte! :)
    Como será?

    http://amar-go.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Leia as Regras:
Todos os comentários são lidos e moderados, antes de qualquer coisa. São publicados os que respeitam as regras:

- Pode haver críticas construtivas, são sempre bem vindas, mas nada de xingamentos.
- Não venha no meu blog somente para colocar o seu link e propaganda, se eu me interessar eu vejo o seu blog.
- Comente coisas que tenham a ver com o texto.
- Nada de links de propaganda de loja, canal e afins.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...