quinta-feira, 8 de março de 2012

Hey, Teachers! Leave them kids alone!



Sabrina se revoltou. Era a melhor aluna e a mais esforçada. Alguns só a perseguiam, e o pior era sua sensibilidade como sempre. Haviam muitas coisas juntas, não queria chorar pela segunda vez na semana, e agora dando o "gostinho" da vitórias ao professor que queria se o "todo poderoso". Daria gostinho gostinho aos invejosos que queriam seu mal. É, aqueles que riram quando o professor chamou a atenção da melhor aluna.
Chorou. Porém, discretamente. Não desabafou, mas desabou sozinha. Talvez fosse só a sensibilidade, mas tinha um pouco de perfeccionismo e metas de vida. Talvez a "rixa" também viesse da origem escolar do professor, nada legal para Sabrina.
Estava gostando de se machucar naquele dia, pois no dia anterior muito e se magoou mais ainda. As pessoas deviam no mínimo ter noção do que suas palavras e/ou atitudes faziam pras pessoas. Exercer sua profissão com orgulho, e não com autoridade.
Ela não gostava de adaptações. Já deixou coisas que amava por conta disso. "Ei senhor professor, dormir na sua aula pode? Mandar SMS e mexer no celular, pode? Ouvir música também? Mas falar uma única palavra é proibido? Pouco hipócrita!

2 comentários:

  1. Flor, feliz dia internacional da mulher. (F)

    http://amar-go.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Calma... ação e reação... gastar sua energia na raiva não resolve... além de desgastar física e mentalmente...
    caaaaalma... muita caaaalma...
    bjo
    <3

    ResponderExcluir

Leia as Regras:
Todos os comentários são lidos e moderados, antes de qualquer coisa. São publicados os que respeitam as regras:

- Pode haver críticas construtivas, são sempre bem vindas, mas nada de xingamentos.
- Não venha no meu blog somente para colocar o seu link e propaganda, se eu me interessar eu vejo o seu blog.
- Comente coisas que tenham a ver com o texto.
- Nada de links de propaganda de loja, canal e afins.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...