A inteligência era tanta que só vivia de razão. As emoções faltavam naquele pobre coração. Pra quê diabos valia um cérebro maior que o normal, se lhe faltava o amor e amizade? Aquela inteligência tão rara, e razão tão exuberante poderia entender o que se passa numa pessoa ao cair uma lágrima pelo seu rosto? E a sensibilidade, ele possuía? Bem provável que não, por fazer parte do coração.
Confiança, ele tinha, só por ser o mais inteligente da turma, o melhor em debates e argumentos racionais. Era confiante por sua inteligência. Agora, vamos falar um pouco da confiança sentimental, ele a tinha? Chegava perto de uma garota, percebia que estava sentindo algo no coração. Logo, relutava, não e não, ele não queria aquilo. Iria destruir seu conhecimento, sim, o sentimento faria isso. E traria medo, do novo,
falta de confiança, destruindo toda a razão que tinha construído até agora. Era muito objetivo. Tudo ou nada. Tudo, era conhecido como razão, e nada, como sentimentos.
Como ser tão frio? Será mágoa guardada há tanto tempo, transformando em um homem ranzinza antes do tempo? É, porque essa característica geralmente aparece quando se está com mais idade. Porém, Gabriel, não era solitário... Ou pelo menos, não deveria ser. Mas se isolava. Ficava naquela solidão só sua. Casado com a razão. E de vez em quando com a sua amante emoção, porém, momentos raros de devaneios. Quando não podia controlar. Por exemplo, quando dormia, e daí, sonhava. Tinha todas as emoções que não lhe permitia na realidade fechada.
Se chorava, amava, sentia? Talvez, por dentro, escondido dentro de dentro de dentro de si, fosse o que mais queria. Mas o que não lhe permitia? A não ser a sua auto-prisão? Se aprisionava mais e mais na sua razão. Onde isso iria parar? Onde? Não envolvia somente ele e ele. Era uma decisão egoísta. Porque afetavam os que ainda, poucos, se importavam.


Um Comentário

  1. A razão tem seu papel... e as emoções também... ambas tem que estar um uníssono para uma vida equilibrada... Se agimos apenas pela razão neste mundo viramos robos... se agimos apenas pela emoção viramos desequilibrados... que as duas, razão e emoção, coexistam em harmonia.

    Beijos recionais e emocionais :-)

    ResponderExcluir

Leia as Regras:
Todos os comentários são lidos e moderados, antes de qualquer coisa. São publicados os que respeitam as regras:

- Pode haver críticas construtivas, são sempre bem vindas, mas nada de xingamentos.
- Não venha no meu blog somente para colocar o seu link e propaganda, se eu me interessar eu vejo o seu blog.
- Comente coisas que tenham a ver com o texto.
- Nada de links de propaganda de loja, canal e afins.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...