Gabriela pensava o que seria da hipocrisia. A hipocrisia amorosa. Os "eu te amos" usados como "Bom dia!", "oi". A mesma que trazem milhares de discussões seja via internet ou pessoalmente. E essa discussão não fica só por aí, fica mais grave ainda, dizendo sobre "amor verdadeiro". Verdadeiro o bastante até onde? O que é verdadeiro? O que é pra sempre?
 Ela se revoltava. Se sentia mal por quebrar um coração, pois era sensível e doce demais para fazer uma maldade dessas. Maldade que já foi feita várias vezes com ela. E de repente a culpa dela, o sentimento de ter trazido dor e perdido um amigo se transforma em revolta.
Revolta por ter sido idiota o suficiente parar se importar com próximo, ser doce e sensível e querer amizade. E o próximo ser hipócrita, causar discussões e no dia seguinte, já estava amando outra. E isso se repetiria em ciclos. Até o próximo que se diz romântico, aprender o que é amor de verdade.


Deixe um comentário

Leia as Regras:
Todos os comentários são lidos e moderados, antes de qualquer coisa. São publicados os que respeitam as regras:

- Pode haver críticas construtivas, são sempre bem vindas, mas nada de xingamentos.
- Não venha no meu blog somente para colocar o seu link e propaganda, se eu me interessar eu vejo o seu blog.
- Comente coisas que tenham a ver com o texto.
- Nada de links de propaganda de loja, canal e afins.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...