sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Inútil insônia.

Passou o dia todo com sono, mas por alguma razão não conseguia dormir. Talvez porque não podia nem pensar em pensar. Fechar os olhos iria somente trazer tudo aquilo e muito mais pra desabar. Logo, tinha o dever de achar coisas para preencher esse vazio e pensamentos. Parecia ter aquele problema de ansiedade, como chama? Ah, hiperatividade. 
Foi se deitar as dezesseis, e nada, as dezoito e nada. Desistiu e foi preencher o vazio. Agora estava escrevendo um texto em plena nove da noite, sendo que foi deitar as oito. Queria entender, Porque perseguia, porque se importava, se sentia mal e ate atraída com algumas palavras e atitudes, se sentia presa. Depois de quase quatro anos. Chegava a ser cínica e dizer que nunca mais pensou sobre, nunca amou e não se importa. Mente pra si para esquecer e lembrar das coisas ruins, mas era como se não existisse.
Porque antes de dormir, tinha que ter insônia justo por causa do mesmo fanstasma? Ah, aquilo cansava... Cansada de se desabar pelo texto e finalmente fechou os olhos e dormiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia as Regras:
Todos os comentários são lidos e moderados, antes de qualquer coisa. São publicados os que respeitam as regras:

- Pode haver críticas construtivas, são sempre bem vindas, mas nada de xingamentos.
- Não venha no meu blog somente para colocar o seu link e propaganda, se eu me interessar eu vejo o seu blog.
- Comente coisas que tenham a ver com o texto.
- Nada de links de propaganda de loja, canal e afins.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...