terça-feira, 16 de abril de 2013

Tic Tac silencioso

"O tempo dirá", tudo se resumia em suas palavras, porém nada dele saía, estava tendo um caso com o silêncio, não havia sequer sussurro, espirro, tosse ou qualquer onomatopéia que pudesse dizer algo. Se sentia idiota ao estar no mesmo lugar de sempre ou até outro ponto de encontro que ele passa todos os dias, para nem mesmo ouvir um ruído, com o silêncio predominando. Tinha que pegar uma fila de espera para ouvir as sábias palavras do tempo sobre o que estava por vir e o que seria daqui pra frente. Estava numa sala de espera lotada, em pé porque já não havia lugares, os bilhetes tinham quase esgotado, pegara o penúltimo em mãos, o qual o número escrito era um bilhão, o bilhete inicial por sinal não era o número um, diga-se de passagem para os otimistas de plantão, e sim o 0,001.
Como sabia que ia demorar, dera uma volta e depois retornaria para checar em qual número estava. E ao esquecer do tempo e das suas decisões, o silêncio se soltava aos poucos, fazendo com que o tempo soltasse pistas pedaços de palavras aleatoriamente, como uma pista, mas uma pista para um Sherlock, o que complicava, confundia e capaz de ter qualquer interpretação que convém. Porém o Doutor Tempo sempre alertava "Espere ser atendido para tirar qualquer conclusão". Espere, espere, espere! NÃO QUERO ESPERAR O TEMPO! Gritava no meio da sala e todos olhando com cara de espanto. Mal sabia que muitos dariam tudo para ao menos ter um daqueles papéis em mão, mesmo que fosse o um bilhão. Queria tomar suas atitudes sem o tempo para lhe "atrapalhar" ou controlar, saber a resposta sem ele.
Mas qualquer passo que tomasse, maneira que agisse, um pingo do tempo estaria lá. O Doutor mesmo se indagava "Vocês mesmo ficam tanto tempo nessa sala querendo respostas, mas afinal, qual a pergunta? Vocês sabem? Não há maneira d'eu responder afirmações". Era por isso que aquela fila demorava tanto?

6 comentários:

  1. Texto muito interessante. Não há como evitar o tempo, nem se a gente perdesse todos os relógios do mundo, já dizia o Cazuza, "o tempo não para". E é também bastante relativo, será por isso que às vezes demora tanto? Sem dúvidas o tempo é muito intrigante.

    Beijos, ótimo texto.

    eraoutravezamor.blogspot.com | semprovas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O tempo é muito intrigante. Nos mata de ansiosidade, e as vezes não queremos que chegue também, mas sempre está nos surpreendendo

      Excluir
  2. esperar é sempre desastroso, mas no fim, acho que é o que sempre fazemos. é como se a senha de ninguém chegasse.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma senha eterna. As vezes cansa esperar tanto.

      Excluir
  3. Toda vez que paro para pensar no tempo o tempo passa e acho que é perda de tempo, logo nem penso. (confuso rsrs)

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. confuso, mas acontece comigo também. hahaha

      Excluir

Leia as Regras:
Todos os comentários são lidos e moderados, antes de qualquer coisa. São publicados os que respeitam as regras:

- Pode haver críticas construtivas, são sempre bem vindas, mas nada de xingamentos.
- Não venha no meu blog somente para colocar o seu link e propaganda, se eu me interessar eu vejo o seu blog.
- Comente coisas que tenham a ver com o texto.
- Nada de links de propaganda de loja, canal e afins.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...