quarta-feira, 10 de julho de 2013

Exímia artista-leitora.

Alice tinha deixado de lado a arte de escrever. Pois a arte de amar estava extinta em seu pobre coração. Só restavam lágrimas e não queria falar de amor relacionado a tristeza, apesar de ter acreditado nisso nesse tempo sem escrever. Necessitava acreditar no amor, em si e suas capacidades.
Nessa isolação, nesse próprio exílio virava uma leitora mais exímia ainda. Devorado livros e mais livros de uma vez só. Ajudou na cura de seu coração estraçalhado e triste. Lera tanto que percebeu que a leitura é mais interessante que a realidade, os personagens eram tão vivos, cheios de personalidade, cultos, artísticos, únicos com seus defeitos-qualidades, que os personagens de sua vida ficaram entediantes e sem graça.
Sempre o mesmo drama parental, sem motivo. Não havia novidades, aventuras. Era a mesma rotina, em que todos os personagens pareciam iguais, idênticos, até mesmo seus dramas. Cansada desses personagens decidiu escrever sua própria aventura, história e futuro, e se ainda restasse algum personagem interessante, que a seguisse rumo ao futuro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia as Regras:
Todos os comentários são lidos e moderados, antes de qualquer coisa. São publicados os que respeitam as regras:

- Pode haver críticas construtivas, são sempre bem vindas, mas nada de xingamentos.
- Não venha no meu blog somente para colocar o seu link e propaganda, se eu me interessar eu vejo o seu blog.
- Comente coisas que tenham a ver com o texto.
- Nada de links de propaganda de loja, canal e afins.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...