terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Aqueles melhores anos

Rita acordou nervosa e ansiosa naquela manhã, mal consegui se alimentar e suava frio. Fora seu primeiro dia na faculdade, não havia muita expectativa pela instituição, mas sim pelas pessoas, se iria se enturmar ou não, se ia fazer amigos ou não. Eram muitas dúvidas, muitas perguntas, que só teria resposta quando posse o pés na universidade.
Chegou vinte minutos adiantada - a aula começaria as 9:25- Ao chegar , na porta e na escadaria via vários estudantes coloridos e roupas cortadas pelo temido trote. Rita desviou, e conseguiu fugir desse ato horrível. Perguntou onde era sua sala, e quando achou e foi abrir a porta... Estava fechada. Passou a espera num dos bancos de madeira observando e lendo "a culpa é das estrelas". Observou garotos crianças e garotas adultas até demais, de maquiagem, salto, nariz empinado, e achando estar num desfile de moda.
Respirou fundo, respirou coragem e foi falar com uma garota diante de si, em sua frente, que estava tão sozinha quanto ela. Sentiu um ar de amizade, a garota era do México, com um sotaque tão fofo, para Rita, fascinante. Já respirava o seu sonho, já respirava moda. Na sala, teve sua primeira aula, com o primeiro professor, do primeiro dia da faculdade. Foi tudo tão bom, aquele "bom demais pra ser verdade", sabe? Tudo aquilo fez com que ela sorrisse. E percebeu que seria uma das poucas coisas que conseguiriam fazê-la se sentir assim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia as Regras:
Todos os comentários são lidos e moderados, antes de qualquer coisa. São publicados os que respeitam as regras:

- Pode haver críticas construtivas, são sempre bem vindas, mas nada de xingamentos.
- Não venha no meu blog somente para colocar o seu link e propaganda, se eu me interessar eu vejo o seu blog.
- Comente coisas que tenham a ver com o texto.
- Nada de links de propaganda de loja, canal e afins.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...