quinta-feira, 10 de julho de 2014

O que eu mais odeio.

Orgulho: 1 Conceito muito elevado que alguém faz de si mesmo; altivez, brio. 2 Amor-próprio exagerado. 3 Empáfia, bazófia, soberba, arrogante.
Olha, não sei se eu te conheço o suficiente pra dizer, e espero que eu não esteja errada, de verdade.  Mas você acha que é uma pessoa arrogante? Soberba? Você pode ter um conceito muito elevado de si mesmo, sim. Mas arrogante? Tsc, duvido muito. – De novo, espero muito que eu não esteja errada, porque de repente um conceito muito bem preso a minha mente vai desmoronar – o mais chato, é que o orgulho torna a pessoa arrogante, sem ela perceber. Ele afasta as pessoas, afasta coisas boas, o amor, o carinho. Afinal, por que alguém teria esses sentimentos se você usa o orgulho como escudo? Aliás, você precisa usar um escudo! Qualquer sentimento, resquício, você destrói. E sem perceber. Está lá só pensando no que as pessoas podem pensar de você. Como elas vão te olhar. Que um dia elas vão ter ver fraco, e isso é errado porque tem que ser forte todos os dias. Orgulho, egoísmo e arrogância, um leva o outro. E não quero que você seja levado. Não quero que machuque cada pessoa que tente te ajudar. Cada pessoa que tente amar. 
Enquanto tem uma pessoa querendo cuidar de você, querendo notícias, estar ao seu lado, você prefere se isolar ao demonstrar fraqueza. Percebe como soa errado? Todos têm fraquezas. Ninguém é sempre forte, alguns nem fortes são. É quase um fingimento pra si mesmo. Dói tanto assim se abrir? Dói tanto assim amar? Dói mais do que perder a pessoa que mais te ama, fazê-la chorar, passar nervoso, não conseguir dormir e ainda se sentir excluída por não parecer tão importante assim? Você sabe que eu não estou dizendo nenhuma mentira, e sabe também que esse negócio de perder não é de hoje.
 E argh, como eu odeio pessoa orgulhosa. Odeio mais que gente enrolada. Mais que gente possessiva. Gente que tenta se matar todos os dias com a droga de um cigarro na boca. Que muda e desmuda com uma  frequência que até se perde. Odeio mais que tudo. Mais que meu medo da morte. Odeio mais do que a droga do meu otimismo que nunca dá certo. Mais que meu nervosismo excessivo. Mais que atitudes sem pensar. Mais do que ficar um mês sem te ver. Eu .odeio. Seu. Orgulho. Ou qualquer orgulho que me afaste de você

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia as Regras:
Todos os comentários são lidos e moderados, antes de qualquer coisa. São publicados os que respeitam as regras:

- Pode haver críticas construtivas, são sempre bem vindas, mas nada de xingamentos.
- Não venha no meu blog somente para colocar o seu link e propaganda, se eu me interessar eu vejo o seu blog.
- Comente coisas que tenham a ver com o texto.
- Nada de links de propaganda de loja, canal e afins.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...