Bruno e Jéssica, tinham uma compatibilidade incrível. Parecia filme ou série de TV. Mas aquelas que tem mais comédia do que qualquer coisa, o que transformava tudo mais divertido. Aliás, Jéssica achou que o que tinha na TV só ficava lá, não era possível ser real um dia. E foi. Ela riu, riu e se divertiu. O tempo passa tão rápido ao lado de Bruno e a vontade é de ficar lá pra sempre. É aconchegante em seus braços e abraços. Segurar a sua mão. Ficar vermelha quando elogiada. Aguentar as "pentelhices" dele.
Passavam noites acordados, e cada segundo valia a pena. Seja rindo de besteira, curtindo um ao outro ou só observando a beleza e o bem que o outro já estava fazendo. "Olha só, já estou me envolvendo" era uma frase mútua, e com um sorriso no canto do rosto. Talvez ela estivesse sendo boba, aliás, estava se sentindo assim, era normal? A leveza do momento, a parceria, o dar tão certo. E foi assim, do nada, de repente, talvez uma obra desse tal senhor destino que colocou o Bruno ali. Ou colocou Jéssica ali na vida dele. E parecia que já se conheciam há muitos e muitos anos, a maneira que conversam, dão risada, se zoam. 

"Não é o tempo nem a oportunidade que determinam a intimidade, é só a disposição. Sete anos seriam insuficientes para algumas pessoas se conhecerem, e sete dias são mais que suficientes para outras" - Jane Austen.


Deixe um comentário

Leia as Regras:
Todos os comentários são lidos e moderados, antes de qualquer coisa. São publicados os que respeitam as regras:

- Pode haver críticas construtivas, são sempre bem vindas, mas nada de xingamentos.
- Não venha no meu blog somente para colocar o seu link e propaganda, se eu me interessar eu vejo o seu blog.
- Comente coisas que tenham a ver com o texto.
- Nada de links de propaganda de loja, canal e afins.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...