sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Sou um gato.

É sério, eu sou um gato, tenho sete vidas, mas infelizmente quatro já se foram. A primeira vida foi-se quando eu era bem pequena, devia ter uns nove ou dez anos, e estava viajando com uma tia minha, e o meu tio dormiu no volante, e caímos a ribanceira. Como eu fiquei? Intacta, sem nenhum corte, sem nenhum hematoma. Nasci de novo.
A segunda foi quando eu caí da escada da minha casa nova quando fazia apenas uma semana que eu tinha me mudado. Dessa vez não fiquei intacta, levei oito pontos na testa e fiquei cheia de hematomas, mas o mais incrível não quebrei o pescoço e morri e muito menos fiquei paraplégica. Já estava na minha segunda vida.
A terceira foi em um dia chuvoso em que eu estava com meu namorado, fomos para dentro do carro dele, e assim que nós sentamos no carro e fechamos as portas BOOM, um raio cai no carro, a gente ouve um barulho forte e um clarão, e ficamos intactos.
Já a quarta e espero que a ultima vez que tenha que gastar minhas vidas pois só restam 3, foi recente, eu estava indo pra faculdade como sempre, ia atravessar um estacionamento do hotel, e o carro veio pra cima de mim, fiquei presa embaixo do carro, e um monte de pessoas levantaram o carro pra me tirarem de lá. Fui pro hospital, raio x disso, tomografia daquilo, por aí vai, nada quebrado, fraturado, nada. Fiquei de presente com três pontos na testa, é, estou colecionando, e hematomas, e uma dor quase insuportável no joelho do impacto. Achei que ia morrer, de verdade, eu vi minha vida passando pelos meus olhos, pelo meu pensamento. E saí viva.

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Achei alguém pra vida inteira

Sabe, nunca sonhei e nem imaginei estar na situação que estou agora. Era impossível, nem passava pela minha cabeça, até te conhecer... Te conhecer foi a coisa mais gostosa da minha vida, e cada minuto, hora e dia perto de você me trazia mais e mais alegria. Cada pedacinho de você era mais interessante do que que eu imaginava. Íamos para vários lugares, ríamos, passávamos a noite no seu carro, adrenalina total.
Se passou um mês, dois, três... Logo, pisquei e tinha passado um ano ao seu lado, pisquei de novo, dois anos. Meu deus, dois anos, ao mesmo tempo que passou tão rápido parece que já estou uma vida  ao seu lado. A intimidade é tão nossa, é tão boa, a gente se conhece tão bem. Posso falar em alto e bom tom que achei alguém pra vida inteira, e esse alguém é você.
Você sabe que eu to falando de você né amor? Meu dia muda só de estar ao seu lado, cada momento é único. Precisa dizer o quanto te amo? Logo logo vamos piscar e vamos estar morando juntos, tendo filhotes, e tendo uma família muito feliz, e ah, um cachorro também.


quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

mil vezes serotonina

Olha, eu acho que voltei a me amar, e não é que é mais gostoso do que quando o amo vem do outro? Minha cabeça não quer descansar, quer passar 24 horas se amando: Se amar de todas as maneiras possíveis, tomar um banho e lavar a alma.
Quero escrever, me inspirar, fazer coisas que eu gosto, desenhar... Ah, desenhar! Redescobri meu dom com papel e lápis na mão.
É tão belo, tão orgulhoso! E a música? Me inspira, me acalma, me traz emoção. Nota-se que estou finalmente sentindo a flor da pele? Mas agora só tem um problema... Como faço pra dormir depois de tentar um antialérgico e remédio para insônia e nada?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...