terça-feira, 21 de junho de 2011

Hero of passion.

Decidida então, Júlia deixou de ser amante. Sim, ela era amante, de seu amigo de infância. Uma paixão talvez platônica na infância, que não se sabe ao certo o que virou nos dias atuais. Sua amiga Ingrid, era namorada do garoto, ao qual ela era amante. Ela simplesmente errou feio, na falta de alguém. Alguém que talvez, fosse o Daniel.
Começou a olhar ao seu redor, e enxergar a realidade. Era tímida, mas o tempo foi passando, e descobriu como é ser sociável. Conversou com todos que mereciam sua presença e suas palavras. Ele, passou a ignorá-la desde então. E foi seguindo sua vida. E nessa seguida, tropeçou em algo, não era uma pedra. E era impossível de ignorar.
Júlia tropeçou em Daniel.
Chegou perto do chão, perto de cair. Ele a segurou com o olhar e carinho. Como se fosse um poder, de salvar a vida de quem o coração sente que merece. Os dois sentiram em si mesmo, e no outro algo diferente, era mais que atração, e menos que amor. Parecia ser uma paixão.
Porém, se desencontravam a cada segundo. Quando se viam, era questão de dizer um simples "oi" e terem coisas para resolver. Só um dia que tiveram tempo, e Júlia se lastimou por perder aquela oportunidade. Ficando cada vez mais aflita.
Queria entender o que era aquilo, o que estava sentindo, e o que ia sentir depois que os lábios se tocassem. Era forte o bastante para não deixá-la dormir a noite. Agora, mais do que nunca, ela sente precisar dele.

Um comentário:

Leia as Regras:
Todos os comentários são lidos e moderados, antes de qualquer coisa. São publicados os que respeitam as regras:

- Pode haver críticas construtivas, são sempre bem vindas, mas nada de xingamentos.
- Não venha no meu blog somente para colocar o seu link e propaganda, se eu me interessar eu vejo o seu blog.
- Comente coisas que tenham a ver com o texto.
- Nada de links de propaganda de loja, canal e afins.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...