Já disse sobre um triângulo amoroso, um quadrado amoroso, mas o que estava acontecendo agora era muito maior que tudo isso, haviam muitos envolvidos e muita confusão também. Apesar de tudo poder parecer horrível, ela sorria pelas partes bonitas em sua vida, Ana era até um pouco egoísta. Era um círculo de pessoas dizendo coisas com o mesmo contexto, e relacionadas uma a outra. Sem contar que dentro do círculo haviam outros casais.
Os casais podiam não estar tão apaixonados e ela sabia disso. Sabia, mas não sabia como dizer a verdade os machucando. Se enterrava mais ainda em suas mentiras, se sentia suja. Ela podia simplesmente ir ao novo e esquecer essas velharias empoeiradas que a "assombravam" com sonhos que viravam pesadelos.
Havia um que era um sonho – ou pelo menos parece, pois o pouco tempo não trazia muito conhecimento. O nome dele era Douglas, tinha os pré-requisitos para ser seu príncipe. Mas como aquelas três palavras faziam efeito no coração de Ana, e as palavras... Não eram de Douglas, até porque, era cedo demais para serem ditas por ele. As palavras vinham de Brian, e ela estava tentando não pensar em Andrew.


Um Comentário

  1. O texto está ótimo, mas essas geometrias amorosas são muito perigosas... em alguns contextos o amor é uma linha reta e infinita... :)

    ResponderExcluir

Leia as Regras:
Todos os comentários são lidos e moderados, antes de qualquer coisa. São publicados os que respeitam as regras:

- Pode haver críticas construtivas, são sempre bem vindas, mas nada de xingamentos.
- Não venha no meu blog somente para colocar o seu link e propaganda, se eu me interessar eu vejo o seu blog.
- Comente coisas que tenham a ver com o texto.
- Nada de links de propaganda de loja, canal e afins.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...