domingo, 13 de maio de 2012

O que vale a pena, vale.

Quase um adulto convicto, quase dezoito anos nas costas. Alguns achariam que teria ao menos uma maturidade média. Pois bem, engano de todos que pensaram. Tratava os sentimentos como brincadeira. Imaturidade chegava a transbordar. Alice tinha uma qualidade-defeito ser simpática, se importar com o próximo, na frente de si mesma. E mesmo sendo difícil continuava no salto, madura.
Implorar para que alguém te ame. Achar que amor não é feito de amizade e deixá-la de lado. Tentar conquistar pelo interesse. Grudar e não desgrudar. Ter ciúmes, posse, obsessão sem ao menos ter um relacionamento, a não ser em seus sonhos. Parar e voltar de falar com seu "amor". Não conseguir compreendê-la, entender seus problemas e dizer que conhece. Fazer joguinhos infantis achando que conquista.  Esse era o insuportável ex-amigo apaixonadinho - se que é um algum dia foi amigo - de Alice.
Marcos
Passando três meses, três semanas, três horas, três minutos de pura conversa. Medo de magoar. Preocupação com a amizade. A importância da pessoa. E quando finalmente parecia ter entendido aquele não tão longo, a reação foi preocupante e insana. Xingamentos de todos os tipos, por talvez ela não aceitá-lo. Auto-estima baixíssima se xingando. E depois de tanto esforço que Alice teve para não machucá-lo, ele a chamou de louca, problemática, que não se importa com as pessoas. Fútil, que só se importa com o exterior. Que podia vir o homem perfeito, mas se aparecesse um mais bonitinho ela correria para ele. Que só pisa nas pessoas que gostam dela, que esnoba quem gosta dela. A menina que se gabava pelo números de garotos que ficou na balada. Tudo isso era ódio pela Alice? Por ser "rejeitado"? Por ter ouvido um não?
Alice perdeu seu tempo se importando com Marcos, se importando com a amizade. Principalmente, se importando em ser simpática quando só recebeu ignorância em troca. Imagina a cagada se ela tivesse dado uma chance à um ser desses? Chega a ser um filme de terror. Ela teve raiva, muita raiva. Mas sabe que é muito mais do que isso, pra se preocupar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia as Regras:
Todos os comentários são lidos e moderados, antes de qualquer coisa. São publicados os que respeitam as regras:

- Pode haver críticas construtivas, são sempre bem vindas, mas nada de xingamentos.
- Não venha no meu blog somente para colocar o seu link e propaganda, se eu me interessar eu vejo o seu blog.
- Comente coisas que tenham a ver com o texto.
- Nada de links de propaganda de loja, canal e afins.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...