Vou contar uma história. Do amor. Mas o de verdade. O mais lindo, simples, natural e inocente que possa existir. A vida toda, você é ensinado que o amor é de um jeito, de um padrão x. Já vou destruindo suas convicções e crenças te dizendo: Não é. Isso mesmo, não é. O amor não é encontrar alguém idêntico a você. Não deveria existir o termo "alma gêmea", porque amor não se qualifica em ser gêmeos. Amar não é gostar da mesma coisa, seguir os mesmos passos, os mesmos caminhos, ser o seu irmão gêmeo. Amar, pode contar como ser o seu melhor amigo, companheiro... Andar de mãos dadas sim, mas não pelo caminho inteiro. Andar juntos, mas também aprender a andar assim, e de mãos dadas em alguns momentos. Amar não é relatar tudo por fotos e mostrar pra todo mundo o quanto você tá feliz, é de fato viver essa felicidade e não ligar para o que os outros digam, afinal, esse momento é só seu.
Digo mais, sabe o primeiro eu te amo? É, quando você começa um relacionamento. Há aqueles que são automáticos, tais como bom dia, boa tarde, boa noite, ou como um oi ou olá. Mas o de verdade, natural, é aquele, que você se segura por medo de machucar o outro ou si próprio, mas mesmo assim solta, e quando isso acontece, seus olhos e do seu parceiro se enchem de brilho, lágrimas, de alegria, e sorriso, abraços, e uma luz reluzente por você inteiro, daquele sentimento contagiante. E ah, sabe aquele seu seriado favorito? É, aquele seu/sua namorado(a) disse que não gostava nem mesmo antes de ver? E você falou pra assistirem juntos e ele(a) cedeu? Então, caminhar juntos, e aprender, ou reaprender a andar com a outra pessoa, entrar no mundo da outra por completo. Nas manias, nos medos, na mente. Saber o cheiro dela, quando passa um perfume. Saber que quando pisca de um jeito é uma coisa, quando arranca folhas da arvore é outra.
Amor, é equilíbrio, amor é sintonia. É sentir antes de conhecer, é ter o coração acelerado de ouvir a voz, é passar um filme do resto da vida de vocês juntos só de olhar pros olhos brilhando um do outro. É carinho, é inocente, é adulto. É poder brincar que nem criança, mostrar a lingua e chamar de bobo, dar aquela risada gostosa. É ficar deitados num dia frio embaixo da coberta, fazendo carinho um no outro até adormecer. É discutir sobre os problemas da vida e o futuro juntos. É ler as cartinhas de amor que o outro fez só pra se lembrar de cada momento. Ficar arrepiado ao lembrar do final de semana, ou do dia que ficaram juntos. É tão mais complexo, e mais simples que imaginam. Tirem essas minhocas de suas cabeças, e amem de verdade. Sem medo. Sem regras e padrões.


Deixe um comentário

Leia as Regras:
Todos os comentários são lidos e moderados, antes de qualquer coisa. São publicados os que respeitam as regras:

- Pode haver críticas construtivas, são sempre bem vindas, mas nada de xingamentos.
- Não venha no meu blog somente para colocar o seu link e propaganda, se eu me interessar eu vejo o seu blog.
- Comente coisas que tenham a ver com o texto.
- Nada de links de propaganda de loja, canal e afins.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...