sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Típico de valentine's day


Naquele fim de tarde chuvoso lá estava Laura, deitada em sua cama ouvindo Animal do Neon Trees, na música a que escutava, achou algum sentido, alguma breve coincidência com a sua vida e o momento em que estava passando. "Here we go again, i kinda wanna be more than friends, so take it easy on me". O que a fazia pensar mais ainda, era muito cedo, muito tarde ou só o momento certo? Havia passado quase três anos que não se sentia daquela maneira, passando os dias presa e iludida à um amor que um dia já fora real,  mas não existira mais.
Respirava fundo, se achava rápida demais. Fechava os olhos, sentia o corpo responder a paixão. Suas costas arrepiavam por completo, coração acelerado, pensamentos long e pupilas dilatadas. E os sinais? Ah, os sinais... Eram explícitos. A alegria exorbitante, uma gota de ciúmes — o que sempre esteve em falta nela — , sorrisos bobos sem explicação, aliás, com uma só, focada em cada lembrança que pudesse ser ligada a ele. Não queria se precipitar já se precipitando. Sempre esteve disposta a se arriscar, mas mais se arriscou em todo esse tempo fora o seu coração.  Era medrosa, e um de seus maiores medos era se apaixonar, amar e ser só mais uma.

  Era típica garota de coisas especiais, e antes do tal "be more than friends, much more, by the way" queria um amigo para aceitá-la, ter seu momento de pause do mundo e fazer coisas de criança, poder rir de cada erro e se divertir com as bobagens. Queria ganhar um melhor amigo em primeiro lugar, alguém com que possa contar, chorar e desabafar. Dois em um, uma promoção de leve um e ganhe mais um. O medo era tanto que se auto monitorava para não trocar os pés pelas mãos. Só não podia negar o quanto estava apaixonada por aquele rapaz, tão de repente.

4 comentários:

  1. três anos esperando parece um pouco demais. talvez eu nem conseguisse. mas a questão é que, não importa que sejam dez anos, estaremos sempre tentando durante esse tempo.
    e ser melhor amigo é consequência, eu acho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre tentamos nesse meio tempo, de fato, mas às vezes simplesmente não dá certo. Não custa tentar e criar coragem

      Excluir
  2. Dani, o amor é para ser vivido, e sentido... se nos apaixonamos, temos que manifestar isso, confiando na intuição, sem medo de ser apenas mais um, porque o seu amor é único... nunca se esqueça disso...

    Te amo filha,

    PS: Parabéns, você está escrevendo cada dia melhor :)

    ResponderExcluir

Leia as Regras:
Todos os comentários são lidos e moderados, antes de qualquer coisa. São publicados os que respeitam as regras:

- Pode haver críticas construtivas, são sempre bem vindas, mas nada de xingamentos.
- Não venha no meu blog somente para colocar o seu link e propaganda, se eu me interessar eu vejo o seu blog.
- Comente coisas que tenham a ver com o texto.
- Nada de links de propaganda de loja, canal e afins.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...